segunda-feira, 29 de abril de 2013

Manual do Intercambista - Parte I - Passagens

Sei que uma nova leva de estudantes vem vindo pra cá, e embora o meu edital tenha sido corrido e eu não tenha tido muito tempo extra pra me desesperar com algumas coisas, venho notando que algumas pessoas já estão se preocupando com seguro, como trazer o dinheiro pra cá e tudo mais, então vou tentar resumir algumas informações que ajudem a vinda de vocês para cá em partes numa série chamada Manual do Intercambista.

A primeira preocupação em linha de importância geralmente é o visto. Quanto a isso, já discuti isso no outro post chamado Visto, Railcard, NUS extra, Seguro-saúde e Registro na Polícia. Isso já te dá um pontapé inicial. A recomendação geral sobre a compra de passagem é que ela seja feita após o recebimento do visto, claro que a maioria prefere comprar antes porque os preços são bem mais baratos, e eu comprei a minha assim que tive plena certeza de que viria, embora ainda não estivesse com o visto em mãos.

Passagens

Pesquisar nunca é demais

Quando você acha que encontrou a mais barata, outra pode surgir, principalmente em questões de promoção e tudo mais, então mantenha os dedos no teclado, e os ouvidos no telefone com sua agente de viagens e não desista até encontrar uma barganha.

CI - Companhia de Intercâmbio

Se vocês não conheciam, assim como eu antes de fazer esse intercâmbio, existe essa empresa nacional com uma bagagem histórica, que oferece passagens para estudantes com descontos. Leu desconto, já pegou óculos e se ajeitou na cadeira. Isso mesmo. Você não pode deixar de passar na CI mais próxima e fazer uma pesquisa com as atendentes que estarão felizes em atendê-los.

Multidestinos

Quando eu fui comprar passagem, sempre via essa opção e não tinha ideia do que isso era ou qual a vantagem. Acabou que muitos colegas compraram passagem multidestinos e se deram bem. Então, pra ajudar vocês vou tentar explicar o que eu entendi mais ou menos. Basicamente, quem vinha pra cá, colocou a data da primeira passagem pra Londres, no dia que queria, e um mês depois pra Paris. E com isso eles ganharam desconto, é como se fosse um incentivo pra viajantes continuarem na mesma companhia ou coisa assim. Na hora de pesquisar passagem, chequem isso por si mesmos, ou perguntem as suas agentes de viagem.

Horário de chegada

Eu sou a prova viva de que ver o horário de chegada é importante. Meu voo já chegava umas 8 da noite e por causa de uma nevasca maldita, ele atrasou e eu cheguei quase à meia noite. Saí rodando na neve, no frio, na hipotermia atrás de Hotel, os quais já estavam todos lotados, mas acabei num ônibus de madrugada indo pra Coventry. Se não fosse pela ajuda de várias pessoas no caminho, eu nunca teria chegado são. Fora outras histórias mais, faça o possível pra conseguir um horário de chegada cedo, com luz do sol. Tudo é mais fácil quando se pode enxergar o ambiente. Luck you! Não vão ter neve pra tentar matá-los congelados. Esperem até o inverno. Muahahah

Comprar só Ida ou Ida/Volta? 

Outro dilema. Veja bem, o CNPq teoricamente só te dá dinheiro pra passagem de ida, mas você pode comprar ida e volta, porque as vezes, a ida sai do preço de ida e volta. Uma observação antes de achar que esse assunto está decidido: Sua passagem é válida por um ano, então ou você usa ela até a data, ou perde. Então, com data marcada pra voltar, as vezes um mochilão na Europa é perdido. Outra, pra remarcar a passagem pra data ATÉ UM ANO DEPOIS você paga. Eu comprei a minha de volta pra outubro, terei que remarcar. Essa foi minha opção, cabem a vocês fazerem pesarem entre as vantagens e desvantagens.

Vir num voo direto ou com escala?

Outra questão essencial. Eu fiz escala pelo destino mais óbvios pelos brasileiros: Portugal. Foi uma escala muito tranquila. Não, não passei pela imigração, essa sempre é a primeira pergunta. Eu passei por lá, por ser mais barato, óbvio, e por me sentir mais seguro passando por um país que como língua Português. Queridos leitores, gostaria de vos falar, que é uma doce ilusão acreditar que entendemos as misteriosas criaturas chamadas portugueses. Eu sou sincero quando digo, que esperava passar a informação em inglês pra entender o que eles estavam avisando. Então fiquem tranquilos. Outra pessoas fizeram escala em outros países e também não passaram por imigração até onde sei. Fica a cargo de vocês também, mas pros mais precavidos, Portugal é uma escolha segura, se ajudar.

Cheguei em Londres. O que fazer?

Chega cedo? Aconselho comprar passagem de ônibus/trem com uma certa folga de horário. Felizmente a minha eu consegui remarcar sem problemas. Coloque algumas horas entre sua chegada e a partida do próximo transporte. Os aeroportos são enormes e por mais que bem sinalizados é fácil se perder.

Chega tarde? Depois da experiência quase traumatizante que tive, se pudesse voltar no tempo, não teria pensado duas vezes antes de ter agendado um hostel/hotel perto do aeroporto só pra passar a noite tranquilo e no outro dia retornar pra estação - a maioria dos aeroportos tem estações de trem e de ônibus.

Outra alternativa. A minha universidade, por exemplo, oferecia um serviço de coach - pago, claro - em que te esperavam no aeroporto e te levavam até a sua cidade de destino. A desvantagem é que tem certos horários de funcionamento, e para o exemplo da minha amiga, que teve o voo atrasado, não teve ninguém pra esperar ela. Mas, se você chegar cedo, não tem esse problema.

Cheguei em Londres, mas em qual aeroporto de Londres?

É bem comum vermos pessoas que compram as passagens mas esquecem de ver o aeroporto de desembarque. Entendam que Londres é uma das maiores cidades do mundo, e que certos aeroportos ficam mais afastados. Heathrow, o mais conhecido, também é o mais perto, seguido pelo Gatwick. Depois vem o Luton e o Stansted, um pouco mais afastados. Há ainda mais dois, que acho que ninguém tem perigo de chegar neles, que são City e Southend. Enfim, isso é algo a prestar atenção.

Leia as outras edições do Manual do Intercambista:
Manual do Intercambista - Parte II - Preparativos Finais antes da Viagem

Quer ver mais postagens específicas pro Ciências sem Fronteiras? Clique aqui.

Gostou da postagem? Compartilhe através das redes sociais disponíveis nos botões logo abaixo. Curta também a nossa fanpage no facebook aqui.

2 comentários:

  1. Oi Reiron, tudo bom?

    Vou pra coventry no meio do ano e fiquei curiosa em relação ao coach, pq no site da faculdade não fala nada de preços rs
    é muito caro e você acha que vale a pena?

    Agradeço!
    Bruna Emanoela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, aparentemente essa opção ainda não está disponível. Procura no google por coventry university airport pickup. :) Se eu achar, posto aqui ou te aviso.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...