terça-feira, 21 de maio de 2013

Manchester - Star Flyer FTW


Depois do susto tremendo em Mallorca eu tinha que relaxar nesse voo de volta. Eu comi muito no Burger pra não ter que comprar nada de comer dentro do avião, porque apesar de ser pouca comida, é tudo um assalto. Comprei uma caixa de chips uma vez que mais parecia do tamanho de um dado :3 Vinha quase nada dentro. Só deu pra atiçar ainda mais as lombrigas. 

Como foram muitos voos de Ryanair, não consigo lembrar bem em qual deles aconteceu o inevitável: encontramos um comissário de bordo brasileiro. Um costume que eles tem é de ao checar a passagem ver também a nacionalidade, e quando eles sabem falar na língua do país, eles te saudam nessa língua. Em outro voo que não esse do brasileiro, um cara falou 'olá'. Enfim, quando fomos entrando, dei um 'Hi' e recebi um 'Ah, outro brasileiro.' em resposta. Inevitável não achar estranho e engraçado. Legal encontrar um brasileiro trabalhando ali na Ryanair. Enfim, tomamos nossos assentos, que são desmarcados, então é corra o máximo que puder pra sentar junto com os amiguinhos.

Eis que lá vem o brasileiro passa e pisca para nós. Todo cheio de intimidade, isso é brasileiro achando brasileiro. Carência nacional. Felizmente minha amiga estava do meu lado, então o piscar de olhos com certeza foi pra ela. Numa dessas indas e vindas, ele simplesmente parou na nossa fila e começou a conversar. Perguntou de onde éramos, à que vínhamos, o que iríamos fazer. Tenho quase certeza que era na ida da França pra Mallorca. Enfim, foi bem simpático. Foi a nossa única interação. 

Pra variar chegamos em Manchester à noite, afinal voo de Ryanair é sempre fora do horário de pico, ou seja, manhã ou noite. Pegamos táxi, meio sem opção, e fomos direto pro Hostel não pra dormir, mas pra capotar na cama. E assim foi. Acordamos já na hora do café, ah, o hostel que ficamos era muito bem localizado, e chama-se Hatters On Newton Street, apesar do pouco tempo que passei, deu pra perceber que os funcionários são bem amigáveis e informativos. 

Saimos meio sem rumo, e acabamos perplexos com aquilo que era o Star Flyer. Eu falei BRINCANDO - "Vamos gente!" - esperando aquele típico - "Ah, vou nada, alto demais." Só que ao contrário do que eu imaginava, respostas positivas voltaram, e quando eu me vi estava passando o cartão da tia Dilma no brinquedo. Eu não faço do típico corajoso eterno, mas quando todo mundo vai, eu vou. E fui.

No começo é muito de boa, porque ele fica numa altura média. E parece um passeio tranquilo, mas de repente aquilo começa a subir e entre os momentos de desespero você começa a admirar a paisagem, no entanto eu não conseguia parar de pensar: "Se essa porra cai, eu vou ser arremessado numa tangente e vou despencar numa queda desesperadora até minha morte com o contanto no chão." Certo, um pouco a mais, só que tudo verdade. Principalmente quando você vê que está sendo segurado por apenas 4 correntes finas naquele troço.
Se na filmagem não parecia que estava tão alto, olha nessa foto aqui.



Me acharam na foto? 
Depois dessa aventura, fomos no National Football Museum. Antes que perguntem, não sou nem um pouco fanático, mas fui lá primeiro pra comprar um presente pra um amigo, e segundo porque era de graça. Assim, eles te incentivam MUITO a fazer uma doação, e de fato o Museu é muito organizado embora focado no futebol inglês claro. Tirei foto mais das coisas do Brasil, então aí vão.



Como assim pensam? Tem certeza! 

Pelé puchando o saco dos ingleses
Só dava Pelé...
E Pelé!
Mesmo não sendo aficcionado em futebol, eu sou brasileiro. E acho que qualquer tem orgulho de ver seu país se destacando em algo e sendo reconhecido mundo afora. Ou seja, o museu contribui bastante pra esse sentimento, tanto que, quando você vê alguém falando "Maradona, Maradona.." Apontando e querendo tirar foto, você meio que tem vontade de dizer, amiguinho, vai tirar foto com o Pelé que vale mais a pena. Tem até o gol que o Maradona fez com a mão. Ai ai.

O museu é o típico interativo que eu adoro, e pra aqueles que sabem datas e campenatos e vencedores e times, tem muitos jogos para testar seus conhecimentos, inclusive, jogos físicos pra fazer gol, pênalti, embaixadinha. Só que esses físicos pagam. 

Andando pela cidade ainda tirei algumas fotos, porque mesmo estando lá só porque era o lugar em que o voo da Ryanair pousava, queríamos aproveitar.



Já famintos, resolvemos repetir o 'Bem Brasil' - restaurante com comidas típicas brasileiras - e nem preciso dizer que comemos até estufar. Voltamos pro Hostel, ficamos lá jogando sinuca, esperando o tempo passar e pegar o trem pra Coventry. E nossa Eurotrip tinha acabado.

Não fiquem tristes que hoje eu acabei de fechar outra Eurotrip com 3 países do Leste Europeu. Será que vocês adivinham quais serão? Também vai ter The Making Of Harry Potter semana que vem e não canso de pesquisar viagem porque nesse verão quero rodar a Europa inteira.

Pra você que perdeu alguma das cidades: Liverpool, Zadar, Marseille, Palma de Mallorca e Manchester. Também queria avisar que em breve postarei os chaveiros e moedas que adquiri. Queria agradecer ainda aos que embarcaram no Expresso Londres e estão sempre aqui comentando e elogiando o blog. As perguntas no ask.fm foram respondidas, e também os comentários. Até a próxima, passageiros.

Confira outros destinos na seção Já Fui.

Gostou da postagem? Curta o ExpressoLondres no facebook aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...