quinta-feira, 9 de maio de 2013

The First English test we never forget!

Apesar de eu já ter feito uma prova em inglês, que foi o IELTS, não estou pondo ela na conta, porque estou falando sobre prova acadêmica. Você deve estar pensando que minha vida é muito boa porque eu só vim fazer minha primeira prova agora em Maio. Os senhores e senhoras estão muito enganados, antes disso, entreguei 3 trabalhos e 2 projetos - com seus devidos relatórios - coisa pouca, uma média de 20 páginas.

A prova aconteceu na terça. Pra começar, o professor avisou que a prova seria no centro de esportes - um ginásio - e eu já me perguntei o porquê visto que nossa turma não grande o suficiente para fazer uma prova lá. Cheguei lá bem mais cedo e vi milhares de pessoas, a grande maioria desconhecida, e alguns colegas de classe. Fomos entrando, e de repente me vi num ginásio enorme, lotado organizadamente de mesas e cadeiras. Um rapaz nos abordou, falou pra deixar a mochila num canto e só levar lápis, papel, borracha e caneta, e o nosso ID da faculdade - nosso passaporte de entrada pra tudo. 

Já nesse clima de vestibular, eu que não sou nada ansioso, já estava ficando nervoso. Sentei, e vi que haviam 3 blocos de papel na minha mesa, um rosa que eu deveria preencher com meus dados, a prova e uma caderno de respostas. "Eles levam prova muito a sério aqui." Eu já estava pensando. Fui preenchendo até quando vi que precisava da coluna e do número da carteira. Olhei pra cima, e havia um letra na minha coluna e um número na linha. Conclui que isso é no caso de 'cola', porque se duas provas estiverem muito parecidas, eles vão ver se as pessoas estavam perto. Você ainda tinha que preencher um campo com o modelo da sua calculadora, a qual não podia ter memória - esse truque eles já aprenderam.

Não podia deixar a prova na primeira hora nem nos 15 minutos finais. Vestibular, pensei. Aqui eles adotam um sistema que tem um número x de questões e você escolhe x-2 pra fazer. Foi bem tensa no começo, mas depois vi que isso era mais seriedade no que eles fazem, fiz minha parte na prova e pronto. Se por acaso eles acham algo com você, eles confiscam e reportam pra universidade, e isso de fato acontece mesmo. 

Não tive muita folga depois dessa prova, porque tem outra sábado já. Passei os últimos dias estudando, e quando não quero estudar, arrumo o quarto USUHASUHA Aprendi com uma amiga. Uma série de dias quentes - com temperaturas de até a 23º - vinha assolando Coventry. Decidi guardar minhas roupas de frio, tipo luva, cachecóis, gorro, casacos pesados no fundo do armário. Só foi eu fazer isso, chegou uma frente fria na cidade, e hoje fui passar o dia na biblioteca estudando.

Quiet Zone - Coventry University Library
Assim que chegamos, só achamos canto pra sentar na Silent Zone e lá não pode dar um piu. Como eu não estava sozinho, e queria discutir algumas coisas com um colega, tive que ir pra outra sessão, essa Quiet Zone, onde você pode ter uma 'quiet conversation'. Celular é terminantemente proibido e tem uma zona só pra falar nele também. Eu fiquei impressionado como a biblioteca é sempre lotada, até hoje, em que estava fazendo muito frio e chovendo, e pelo silêncio mesmo na Silent Zone. A biblioteca é enorme e tem 4 andares, e pra arranjar lugar, você vai ter que dar uma passeada, porque a disputa é boa. 

Enfim, assim que essa prova passar e o trabalho, poderei dar mais atenção ao blog. O post de Mallorca ainda vai sair, e já está a caminho. Me desejem sorte. Até a próxima.

Gostou da postagem? Curta o ExpressoLondres no facebook aqui.

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...