domingo, 30 de junho de 2013

Manual do Intercambista - Parte III - Cheguei na Terra da Rainha

Agora que já passamos da saga de escolher as passagens e também pelos preparativos finais antes da viagem, a série do Manual do Intercambista alcança na fase mais esperada: A chegada! Apesar de esperarmos esse momento com ansiedade, sempre passam mil dúvidas na nossa cabeça, ainda mais porque acaba-se de chegar de paraquedas numa cultura totalmente nova.

Reforçando que o que virá à seguir é tudo aquilo relacionado a depois da sua chegada. Qualquer dúvida que vocês tiverem antes disso, consultem os dois posts da série Manual do Intercambista anteriores. Se mesmo assim a dúvida persistir, você pode fazer sua pergunta em qualquer um dos meios de contato do blog.
Comprovação ao CNPq

Primeiro passo o email que recebemos do CNPq no dia 31 de janeiro de 2013.

Prezado(a) bolsista(a), 

Tendo em vista as dúvidas geradas no que diz respeito ao envio da documentação complementar, conforme a norma de bolsas no exterior vigente, seguem alguns esclarecimentos: 

1. Os documentos a serem enviados são os comprovantes de contratação do seguro saúde, comprovante de início de atividades e comprovantes de passagem. Os 3 documentos devem ser encaminhados necessariamente em conjunto e devem ser enviados até 30 dias após à data inicial de sua vigência. Os documentos serão recebidos pelo CNPq exclusivamente pela Plataforma Carlos Chagas. Documentos encaminhados por e-mail serão desconsiderados. 

2. Para encaminhar os documentos, os bolsistas devem acessar sua área restrita na Plataforma Carlos Chagas, clicar em "Gerenciamento de sua bolsa" e, posteriormente, clicar em "Enviar documentação complementar". Após anexar estes documentos, basta clicar no botão "Enviar ao CNPq" na parte inferior do formulário. 

3. O não encaminhamento dos documentos no prazo previsto ocasionará a suspensão de sua bolsa até o envio dos mesmo. Uma bolsa suspensa continuará vigente normalmente, porém estará impedida de receber pagamentos. Assim que a pendência for sanada, ou seja, que a documentação complementar for enviada, a suspensão da bolsa será tirada automaticamente, não acarretando em problema algum ao bolsista. 

4. Caso seja encontrada alguma dificuldade no envio dos documentos por motivos técnicos ou haja alguma excepcionalidade que impeça o envio desta documentação, favor entrar em contato com a Central de Atendimento do CNPq por meio do endereço eletrônico atendimento@cnpq.br e explicar o ocorrido. 

Atenciosamente, 

Coordenação de Execução de Bolsas no Exterior - COEBE 
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico CNPq.

Resumindo, 3 comprovantes tem que ser enviados: seguro saúde, início das atividades e comprovante de passagem. Seguro saúde. Se você já veio do Brasil com o seguro, você já deve ter a apólice. Se não, corra atrás e considere prioridade contratar um seguro saúde assim que você se estabelecer em sua cidade. Comprovante de início das atividades. Isso é nada mais que um comprovante de matrícula, ou seja, quando você chegar e acertar os últimos detalhes pro início das aulas, você naturalmente tende a ganhar esse tipo de documento, mas se não te derem você arranja. Comprovantes de passagem. Isso nada mais é do que aqueles canhotos de passagem, ou seja, o pedaço da passagem que fica com você. Então não joguem aquilo fora ou não percam, porque vocês irão precisar disso para mandar pro CNPq.

Com os três comprovantes em mãos, você deve escanear e mandar através da Plataforma Carlos Chagas até 30 dias depois da sua data de vigência ou início das atividades. Olha, isso deu um pouco de problema aqui, porque para a maioria de nós o campo a ser preenchido na Plataforma Carlos Chagas referente à essa data de vigência passou despercebido, e o default dessa data estaria 1º de janeiro. Sendo assim, teríamos até 31 de janeiro pra mandar os nossos documentos, e o engraçado foi que recebemos email nesse dia, ou seja, caos! Vários de nós tivemos as bolsas "suspensas" só que como tínhamos recebido 3 bolsas ninguém estava extremamente preocupado, porque assim que mandássemos os documentos a bolsa seria "desbloqueada". Pra mim só faltou contratar o seguro saúde, e assim pude enviar os documentos.

Então se vocês ainda puderem mudar o início da vigência de vocês - não me perguntem em que canto é porque eu não sei dizer mais - tentem! Se não conseguirem não se estressem, o negócio é chegar aqui, depois que chegou, tá de boa.

Registro na Polícia, NHS, Railcard e NUS 

Pra não ter que repetir isso tudo, já tá tudo explicado aqui nesse outro post. Vou fazer um rápido resumo. O registro na polícia é obrigatório e simples. NHS é recomendável. Railcard vai te dar 1/3 de desconto em qualquer meio de transporte que você precisar usar. O NUS é o cartão de Deus que sempre me dá um cheeseburguer a mais sempre que eu compro um "meal" no Mc Donald's entre outros milhares de descontos.

Vou acrescentar aqui um cartão que descobri depois que é o Yellow Card. Foi um cartão que surgiu num pub que a gente frequenta sempre aqui em Coventry, e esse dá uns descontos alucinantes. Geralmente quando você compra refrigerante, ele dá 50% de desconto na comida que você está comprando junto, uma coisa louca assim. Então se na cidade que vocês forem e nos pubs anunciarem esse Yellow Card pode comprar que ele é bom, mas se informa dos descontos antes pra ninguém mandar email pro blog pedindo reembolso!

Compras

Passada a parte burocrática, chegamos na parte feliz que é torrar o dinheiro ÊÊÊÊÊ! 


Eletrônicos

Acho que se você não estiver passando frio, a primeira coisa que você pensa em comprar é o seu lindo notebook, tablet, celular... Enfim, um eletrônico. Sempre é uma boa pesquisar online, principalmente Amazon. Pra quem é Apple fã, saibam que estudantes tem um desconto em certos produtos. Confesso que não sei muito sobre, porém tenho alguns amigos que foram comprar coisas lá e tiveram esse abatimento.

Se você está mais aberto a outras marcas e quer "ver o computador com as mãos" - eu sou desses - eu sugiro uma voltinha lá em Londres numa rua chamada Tottenham Court Road que é conhecida como a rua dos eletrônicos. Diversas lojas ficam lá todas juntas - Samsung, Sony... - esperando por você, te dando a oportunidade de entrar e sair delas comparando os preços e avaliando as melhores possibilidades. Foi lá que eu comprei meu lindo Sony Vaio :)

Eu comprei minha Nikon pela Amazon, e foi o canto mais barato que eu encontrei. Mas isso já foi bem depois, porque comprei faz 1 mês eu acho.

Roupa

Sou desastre pra falar de roupa, mas aqui tem todas as marcas que vocês imaginarem, nem sempre baratíssimas. Eu não comprei quase roupa desde de que cheguei, a não ser um casaco e alguns shorts na Primark. Tem de tudo nessa loja, e é tudo muito barato. É uma espécie de Riachuelo melhorada, mas as roupas também não tem uma durabilidade ótima, mas quebra muito o galho em diversas situações.

Tudo que você quiser para a casa

Mesmo com o pensamento de que tudo 'grande' que você comprar aqui, você meio que vai ter que deixar ou arrumar alguma forma de vender no fim do ano, sempre temos uma vontade de comprar alguns objetos que tornem nossos quartos mais agradáveis, como luminárias. Cozinha também é algo que sempre exige uma coisa ou outra. O mundo que eu estou falando pra vocês se chama IKEA. Uma loja de departamento que tem tudo que você imaginar para casa. Então precisou, vai lá.

Obs.: Comprei uma luminária na tentativa de levar pro Brasil. lol

Comida

Aqui vão os supermercados por ordem de preço, do mais caro ao mais barato: Marksandspencer > Tesco > Sainsburys e Morrisons. Eu nunca comprei nada no primeiro, mas tenho amigos que só compram coisa lá e disseram que é muito bom. O Tesco preza muito pela variedade e também faz entrega em casa à um certo preço. Os dois últimos são os mais populares, Sainsburys e Morrisons geralmente se equiparam em questão de preço. Eu sempre faço feira no Morrisons porque fica bem perto de onde eu moro, e lá tem tudo que eu preciso. Fiquem atentos as promoções recorrentes de leve 3 por X.

Poundland. O lugar onde seu pound vale mais. Lojas compactas que surpreendem pela quantidade de coisas ao preço de 1 pound. E ao contrário da semelhança com 1,99 no Brasil, não há nada que comparar, porque dificilmente você irá comprar chocolates em outro lugar que não na Poundland. Eu já criei uma regra: "Se eu quero comprar algo, primeiro passo pra ver se tem na Poundland."

Iceland. É outra opção de loja de comida que oferece principalmente comida congelada. Não costumo ir muito lá porque não fica no caminho da minha casa. USHA

Costumes

Fiz um post sobre 34 coisas que você precisa saber sobre a Inglaterra então é bom dar uma checada lá primeiro. Acho que o impacto inicial na cultura inglesa é normal, e felizmente você não vai estranhar TANTO. 

Reconhecimento da Área

Ninguém decora os caminhos de ir e voltar pra casa sem SAIR de casa. Por mais que seja difícil no começo para alguns por causa da falta da família e amigos, saia bastante, conheça sua cidade, faça amigos(se você encontrar um inglês claro). Nem precisa falar isso né? Acho que todo mundo quando chega só quer saber de sair, ou de já começar a viajar e tal.

Quer ver mais postagens específicas pro Ciências sem Fronteiras? Clique aqui.

Gostou da postagem? Curta o ExpressoLondres no facebook aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...