quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Lady Godiva - Personal Statement

Bem na época da escrita do Personal Statement (que, à pedidos, postarei no fim do post), por meio de um amigo que pesquisou a fundo sobre Coventry, a fim de - talvez - incluir alguma referência da cidade, acabou conhecendo a fantástica lenda da Lady Godiva. Eu só não esperava que ela tinha as proporções que eu descobri a pouco tempo. 

Lady Godiva depicted by Pre-Raphaelite artist John Collier, circa 1898

A Godiva é essa gata aí, em cima do cavalo, e a lenda dela é mais ou menos assim. O marido dela, chamado Leofric, estava cobrando uns impostos meio altos para a população de Coventry, e a Godiva intercedia incansavelmente pelo cidadãos sem êxito. Até que certo dia, o marido dela disse que primeiro ela teria que antes cavalgar nua pela cidade para que ele pudesse sequer ouvi-la. Ela pegou ele na palavra e aceitou o desafio. Só que a Godiva não era uma menina besta, como o belo quadro do John Collier a pinta. Ela ordenou que toda a população entrasse em suas casas e fechassem suas portas e janelas, facilitando e muito o seu trabalho.

Todos os cidadãos assim o fizeram, com exceção de um, Peeping Tom. A lenda diz que ele foi o único que desobedeceu a Godiva e a viu, ficando cego (?). Acontece né? Lendo sobre a dita cuja na Wikipédia, descobri que esse é um dos mais famosos exemplos do Voyerism. Chocante. Ainda segundo a Wikipédia:

A male voyeur is commonly labeled "Peeping Tom", a term which originates from the Lady Godiva legend. However, that term is usually applied to a male who observes somebody through their window, and not in a public place.

Obviamente tem uma estátua da Godiva bem no meio de uma praça de Coventry.



E as surpresas não estão nem começando. Certo dia eu ia passando por essa mesma praça que tem a estátua da Godiva, quando ouço o relógio tocando, e ao olhar pra ele, vejo que tem uma Godiva saindo de dentro dele. Primeiro que eu sempre achei sensacional esse tipo de relógio, e ainda mais com essa referência história tão legal. Se você prestar atenção, pode ver o Pooping Tom observando-a de cima.


E quando eu achei que não tinha como a Godiva assumir proporções maiores que isso, escuto aleatoriamente uma música do Queen, chamada Don't Stop Me Now. Um dos versos da canção diz assim:
I'm a racing car passing by like Lady Godiva
Godiva muito ninja do mundo.

Agora falando do Personal Statement pros mais interessados do Ciências sem Fronteiras, vou colocar o meu aqui abaixo, pra vocês terem mais uma ideia/modelo de como é mais ou menos. Não esqueçam que não se pode copiar nem mesmo trechos porque eles tem um banco com todos os textos e são muito rigorosos quanto a cópia. Então, isso serve apenas para vocês terem uma base, sei lá, criar inspiração para escrever a de vocês. Eu mudei a minha mil vezes, passei 1000 vezes lendo e relendo, e no fim já achei que não tinha mais graça. Peça opiniões de amigos, porque eles te conhecem e podem com propriedade falar algo até sobre aspecto de personalidade. Até um amigo inglês leu e mudou algumas palavras que eram americanizadas e eu não sabia. 

Minha Personal Statement ficou mais ou menos, mas eu fiquei bastante satisfeito com ela no fim das contas, espero que isso sirva de ajuda. Mais uma coisa, não deixem pra fazer na última hora porque isso é desesperante e você precisa resumir sua vida e suas qualidades em alguns parágrafos. Boa sorte para os novos futuros intercambistas.

PS.: Não sei se essa foi a última versão, mas foi a última que encontrei.

For as long as I can remember I have always liked Maths. In year 5, I could confirm not only my passion but also my ability through the ‘Olimpíada Pessoense de Matemática’, winning a bronze medal and, in the next year, a silver medal. From this, I have started to become more curious and creative, opening broken electronic devices, and trying to create contraptions. Finding out what I wanted to study was not difficult. It had to be engineering: and the most attractive was Electrical Engineering. It was everything I had expected and a little more.

Already in my second semester in UFCG, I entered a project in the Laboratory of Embedded Systems and Pervasive Computing financed by Samsung. We were a research group of 15 members developing our own applications for mobile devices using Bada technology. Programming at Embedded, I truly understood how to work under pressure with very short deadlines. Thus, I learnt that through teamwork and a good planning, we can reach our goals. All my effort was paid off by the satisfaction to see our softwares available in Samsung’s store: a project being concretised.

Another very significant activity is to be an Undergraduate Teaching Assistant of Environmental Sciences tutored by Patrícia Hermínio. By assisting the professor in some classes and providing service hours for students to help them with their doubts, I could develop my abilities to express myself orally and increase my confidence to keep focused when I am speaking in front of people.

There are some areas which I am very interested in studying, starting with Environmental Technology. My ecological awareness leads me to bring, beyond innovation, solid proposals to work side-by-side with nature, deciphering it and applying this knowledge to benefit society. Automotive Engineering also fascinates me. When focused on Pervasive Computing and using Intelligent Systems, we can develop ways to provide a more secure traffic as well as increasing precaution against accidents.

Even before choosing my course, United Kingdom was my first choice. I had already identified with this country, full of responsibility, tradition and a solid culture which does not lose its importance and value over the generations. The opportunity to study somewhere that inspired some of my favourite idols to write books and compose songs is almost unbelievable. I would be surrounded by wonderful landscapes, living unique experiences at the same time, I would not just continue my degree, but also raise my level of knowledge of the renowned British Universities.

          If I have the chance to do the exchange program, I will remain focused and determined in order to absorb every experience possible and to achieve the goals set. More than that, I want to be a positive difference by contributing to the university that is within my reach. I believe my independence and maturity acquired by already living alone and studying in another city, will help me even more to enjoy in every way, whether educational, social or cultural. I hope one day I can look back, remember the good times I had and say that I studied in one of the best universities in the UK.

Quer ver mais postagens específicas pro Ciências sem Fronteiras? Clique aqui.

5 comentários:

  1. Excelente o seu PS! Adorei o final impactante! ^^
    Haha eu já conhecia a lenda da Lady Godiva mas não sabia de onde vinha.

    ResponderExcluir
  2. Cara, legal ter postado seu PS. Faço EE também, e já estou com meu PS pronto, mas não tinha ideia se estava bom ou ruim, em termos do CsF. Lendo seu fiquei mais tranquilo, pois está nos mesmo moldes.
    Como está o curso aí?

    ResponderExcluir
  3. Legal você fazer EE também. Estou cursando mestrado, por assim dizer, e estou tendo que correr atrás de certas assuntos pra dar conta.

    ResponderExcluir
  4. Chorei com o personal statement, sério! Wish you luck!

    Clara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. O mesmo à você. Abraço.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...