quarta-feira, 13 de março de 2013

Feijão Maravilha



Primeiro, eu não sou velho e não sabia da existência dessa novela, mas essa associação de 'feijão maravilha' estava implantada na minha cabeça, provavelmente uma boa atuação da mídia publicitária. Tudo bem que também tem um restaurante na minha cidade chamado assim, mas mesmo assim, curti a música e o tema é realmente feijão.

Chega aquela época que você se dá conta que está faltando aquele tempero na sua comida, arroz tá muito sem graça e macarrão você não quer nem mais ver. Até que certo dia você está no supermercado - o lugar da tentação - e simplesmente encontram um feijão 'caribenho'. A marca diz que é caribenha, o que não quer dizer que seja igual o do Brasil, pelo menos a cara tem. Então, primeiro você compra, depois você decide que mágica você vai fazer com ele pra ficar gostoso e pronto.

A primeira barreira é a panela de pressão. Aparentemente todo mundo faz feijão na panela de pressão. Você não sabia? Eu também não. Enfim, eu nunca tinha feito feijão, claro que a primeira pessoa que você recorre é 'Mainhêêêê'. Ela disse, meu filho, não tem panela de pressão, deixa o feijão de molho no dia anterior por mais ou menos 12 horas pra ele amolecer, cobrindo ele totalmente com água. Deixei. No outro dia quando acordei que fui ver o feijão, ele tinha engordado e a boa parte da água tinha sumido. Presumi que era normal, até agora ainda presumo. O feijão estava com sede.

Feijão é aquele tipo de coisa que você põe muita coisa de tempero pra dar gosto. Meu tempero era 'calabresa', ou seja, algo que eu achei no supermercado que era parecido com calabresa e bacon, o que é a coisa mais fácil de se encontrar nesse país. Tinha cebola também. Tá, muita cebola. Fritei a calabresa e o bacon com a cebola, joguei o feijão e meti água. Sal também à gosto. Eu cozinho provando a comida pra saber se está boa, e fiz isso muitas vezes porque demorou um bucadinho até que ficasse pronto. No meio do cozimento eu resolvi jogar um caldo knor de frango pra dar um gostinho. Eu já sou hiperativo, então ficava indo e voltando, fiz o resto do almoço inteiro e nada do feijão ficar bom, até que no finalzinho ele ficou pronto. Como eu soube? Quando o caroço estava molinho já, porque comi vários crus que entendi a transição. USHAUH

Refeição pronta. Toca o sino da boiada.
Segunda e infelizmente última remessa. Muito bom.
Eu não estava esperando muita coisa do feijão não, mas ficou muito bom. Eu com certeza vou fazer outras vezes até porque estoquei pacotes por precaução, dois pra ser mais preciso. Queria nem dizer, comemos duas vezes dele, a segunda sempre é melhor porque o caldo dá uma apurada, e não teve coisa melhor do que eu fazer o outro almoço tomando um caldinho de feijão na caneca, afinal quem precisa de chá?

Obs.: O feijão foi encontrado na seção de comidas asiáticas no morrisons e custa um pouco de menos de 1 pound o pacote de 500g.

Gostou da postagem? Compartilhe através das redes sociais disponíveis nos botões logo abaixo. Curta também a nossa fanpage no facebook aqui.

Um comentário:

  1. Huuuum delícia! Aí não tem panela de pressão pra vender não???

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...